domingo, abril 29, 2007

Alquimista, guardador de fórmulas e de sonhos...


This post turned out to be dedicated to the, one & only, dirtiest Pig i've ever known...
May this sun of mine shine forever within you...like that one,
first,
day,
of the rest of my life!...
18.03.-- para sempre e até sempre!...


Subiste em mim!...
Pudesse eu dizer!?...
Vieste de encontro ao mais fundo da minh'alma!...
Soubesse eu contar!....
Foste em meu ser, último porque frágil...
de mulher...
esse eter(no),
palpável,
infinito...

Meu ventre hoje...
exulta qual Féng Huàng d'Outrora, liberta, enfim do jugo daquele sono cego e profundo...

Minha flor de lótus...
exala Macau para sempre...e ao pé de mim...

Superas-te em mim, depois, mais acima...
nesse éter que brota do meu eu e que - hèlas!c'est evidentment "moins que rien!"

Subo ainda...
sempre mais dentro!...
E no meu peito, flamejante...
ad aeternum gravados os símbolos meus...

Lá atrás, refulge esvoaçante essa raíz...
firme e hirta, qual coluna dorsal...
Recta,
adulta, enfim...
etérea, contudo...

Exulto em mim!...
Deixo-me ascender nessa escala tão real quanto imaginária...
Numa galga ímpar, que só o ar quente conhece!....
Se sou feliz?...
_"Hum, hum...", titubeio quase a medo...
E sinto, por fim, que tudo era, afinal, tão mais complexo,
porquanto tão mais simples,
tão mais evidente,
tão fácil!...

Vendeste-me essa fórmula química preciosa...
como a vida - sabemos ambos! -, que é feita de pequenos nadas!...

E isso tudo e o mais...
que jamais saberei colocar em palavras, porquanto ser o verbo sempre curto quanto baste, nestas coisas!...-
..._"Quanto custa, amigo?..., perscruto no teu olhar de vergonha...

Paguei-te, claro!...Que esperavas?...
O que pude!...Como pude!...
Muito embora soubessemos, constrangidos os dois, que nada daquilo tinha preço!....

Adiante!... - pensei resignada!...
Que tu tatuaste a minha vida!...
Com o suor do teu rosto - e sabe Deus!...
Deixando marcas para sempre indeléveis...
no espaço exíguo do meu corpus...
e a um compasso inexorável de horas, brevíssimas...

E porque tenho para mim que a vida há-de ser essa troca,
intrinsecamente mútua
e pura
e ponto final.
Deixa-me, então, agradecer-te, só mais esta vez derradeira, com letras...
Única forma que posso,
que quero,
que sei!...
_"Obrigada!"

E tu...conta-me histórias!...
Anda, vá...conta-me histórias de embalar que eu durmo já...
Tu que cogitas, já, inefável, um milhão de ideias...
nesse sorriso teu, tímido e pensativo...
Permite-me que, em verdade, te diga:
_"Hoje mesmo...estiveste comigo no Paraíso!"

Tu - adivinho-te -, sais-te com um "És louca!"
E eu afoita, logo, disparo:
_"Pois sou...e depois?"

6 comentários:

yourpersonaldirtyestpig disse...

sim,és louca!...e depois?...

Me Hate disse...

Wow... e sem mais me vou porque nesta altura creio, chega de comentários!!!!!

Anónimo disse...

Sou seu amigo, embora sem a conhecer!...
Éa segunda vez que registo aqui a minha opinião pois que, mesmo sem a publicar e, porque não a publicou vejo bem que a leu. Não lhe agradou? Mas o que vejo não é sempre agradável e não é por esse prisma que digo ou deixo de dizer. O meu objectivo é ajudar os outros sem qualquer gratificação pessoal.
A pessoa que lhe inspirou este artigo posso garantir-lhe, sem o conhecer nem saber quem é, donde é, etc., etc. é garantidamente quem a está a prejudicar neste momento. A minha experiência permite-me dar esta garantia. Neste momento posso assegurar-lhe, é das pessoas que me surgiu (pois é assim que me deparo com elas que elas se me apresentam, me aparecem sem as procurar)que mais me preocupa e mais se não aceitar a minha ajuda.
Se me der algumas indicações da pessoa, dados pessoais ou algum texto eu saberei ajudar concretamente. Só sinto neste momento. Não sei do que se trata. Não sei se já ouviu falar mesmo que não acredite que há pessoas como eu que têm o dom de acompanhar que lhes surge no caminho que têm de trilhar até à nova reencarnação. É o caminho do aperfeiçoamento. Cada um tem o seu plano o seu lugar e nem todos andamos com os mesmos passos.
Dê um sinal se quiser ser ajudada. Não posso obrigar ninguém mesmo que veja que se vai amachucar.
É como se de avião víssemois alguém a atirar-se de uma rocha. Temos pena mas nada podemos fazer...

Yāt go yàn 一個人 Yī gè rén disse...

estimado anónimo: veja bem...este blog é público, certo? e não é anónimo, nãoé verdade? Qualquer pessoa oderá nele entrar de bom grado, sem pagar nada por isso...Não tenho filtros nos comentários...aliás, deixe-me dizer-lhe que não tenho amigos anónimos...nãos lhes sinto o cheiro que é o que me prende às pessoas e me aquece...
não posso ser ajudada por quem não dá a cara...tenho medo, entende?
Agora se quer ser mesmo meu amigo, tem o meu mail e fale-me na primeira pessoa - sem máscaras...aí dir-lhe-ei se pode ou nmão ajudar-me, porquanto ajudas há muitas e de vários tipos e todos temos, com efeito, o que procuramos...
Mas note bem isto que lhe digo, humildemente, não creia q pode salvar o mundo...todos nós temos, de facto o nosso lugfar neste mundo e o nosso papel, mas não somos - e ainda bem!... - nem omnipotentes, nem omnipresentes...somos de carne e osso até um dia...
O meu caminho, percebi há dias, muito poucos...é trilhar esta vida devagar, lenta, mas prescrutantemente em busca desse idela tão banal que epitetámos de felicidade...
é só isso que peço a Deus...ser feliz...e garanto-lhe que essa pessoa de quem me fala e a quem dediquei o post é das pessoas mais felizes que conheço!
Dixi!
Atenciosamente,
elsa

Anónimo disse...

Credo!!! O que é isto???

Anónimo disse...

Quem escrever mais de 8 linhas devia limitar-se a escrever num blog próprio em vez de comentar o alheio :))