terça-feira, janeiro 11, 2011

Sic Transit Gloria Mundi ou A Casa dos Segredos de Macau

Sic Transit Gloria Mundi ou a Casa dos Segredos de Macau

Três anos volvidos do meu regresso de Macau, e outros tantos de percursos mais ou menos sinuosos por ruas, vias e vielas, pessoais e profissionais, sinto-me em condições de fazer uma críticazinha mordaz, com a subjectividade que não enjeito, daquilo que foi (ou julgo ter sido) a minha passagem pelo Delta do Rio das Pérolas...

Findo que foi mais um reality show, desta feita, emitido pela estação televisiva TVI e intitulado “Casa dos Segredos”, fui como que transportada para esse tempo em que, ao longo de 5 anos, adquiri o estatuto de “emigrante de luxo” na Cidade do Santo Nome de Deus de Macau e passo a explicar:

Uma nota prévia, desde já e a respeito do referido programa de televisão, apenas para dizer que assisti (é um facto!), se bem que nem sempre assiduamente, mas as vezes suficientes para poder, legitimamente, comentar e, ao mesmo tempo, louvá-lo enquanto instrumento privilegiado de conhecimento da sociedade portuguesa e retrato fiel da massa populacional que, efectivamente, consubstancia o Portugal Real.


Ponto 1: Em Macau não há emigrantes! Ninguém ouse pensar que os Portugueses que, em virtude do respectivo "factor C” (por maior ou menor que seja!), logram “aterrar” em Macau são emigrantes!... Emigrantes, são (e com todo o respeito que lhes é, obviamente, devido!) os Tugas que vão para o Luxemburgo, Suíça, Alemanha ou para França, nunca os que vão para Macau!!! Aqui só há lugar para Drs.&Eng.ºs, Arquitectos, Professores, Jornalistas e afins, altos quadros, portanto, que não se compadecem com o contexto típico de emigração.

Ponto 2: Todos os Portugueses em Macau guardam um segredo (ao menos um!), um “podrezinho” que, as mais das vezes, é, justamente, a alavanca de cuja propulsão decorre a sua deslocação para o outro lado do mundo...

Até aqui, nada de criticável:

  • Quem vai para Macau, sabe (de antemão ou facilmente o constata, quando ali chega!) que só poderá “safar-se” profissionalmente, caso faça parte daquela auto-proclamada "elite" profissional;

  • A existência de segredos, dir-se-á, não é apanágio exclusivo dos Portugueses em Macau, mas característica do ser humano, em geral, e, portanto, dispensa comentários. Condordo!;

  • A “fuga para outras paragens”, por força de um qualquer desaire pessoal ou profissional, ocorrido em terras lusas, não é de censurar, até pelo contrário, denotando (pelo menos, aparentemente) uma vontade de ultrapassar o suposto problema e uma coragem para recomeçar, qualidades, de resto, que devem ser reconhecidas, sem excepção, a todos os Portugueses quantos os que "sobrevivem" em Macau.

Ponto 3: A comparação entre o reality show e os portugueses em Macau advém, afinal, da própria “filosofia” do programa, cujo objectivo era a descoberta dos segredos de todos e de cada um. Ora, era isso mesmo que sucedia em Macau, quando e enquanto lá estive!... Uma "casa portuguesa, concerteza", povoada de protagonistas, mais ou menos notórios e/ou notáveis, onde todos se entretêm a fazer intriga e a espalhar boatos, a descobrir os "pontos negros" do vizinho de baixo ou a nova amante do afamado "solteiro geográfico"!!!

Qual terra pequena perdida no interior do Portugal profundo, onde as pessoas se “alapam” e agastam, nas soleiras das portas, comentando, mais ou menos mesquinhamente, a vidinha alheia, assim se entretinham os Tugas residentes em Macau: os que já lá estavam, a ver os “novatos” chegar; os que chegavam, pavoneando, sobranceiros, os louros que julgam levar no alto das testas!!!

Recordo-me, a propósito, quando era jurista na Direcção dos Serviços de Finanças, de se comentar, “à boca pequena” (como se fez sempre, de resto, em Macau, à boa maneira portuguesa do “diz-que-disse”!) que ia chegar um advogado novo, cujo nome, proveniência e escritório de destino ainda eram desconhecidos, mas cuja gravata, de um roxo brilhante ostentado à chegada, no terminal de Jetfoil, já corria as bocas do pequeníssimo mundo tuga em Macau!...

O referido programa de televisão fez-me igualmente relembrar uma outra situação, ocorrida por altura da criação do Blog “Leocardo em Macau” (cujo nome foi, entretanto, alterado para “Bairro do Oriente”), quando Tugas havia, desesperados, para desvendar a identidade do respectivo autor, sendo notório (inclusivé através do próprio blog do indivíduo visado), que se “esfalfavam” para descobrir quem era o Leocardo, cuja identidade, legitimamente, mantinha anónima e “guardada a sete chaves” (e ainda mantém, segundo sei...).

Alguns dos “posts” do Leocardo pareciam incomodar, seriamente, certos “Tugas instalados”, que, desde ameças a ofensas, tudo procuraram fazer para denegrir/destruir a imagem daquele blogger, que, a custo, lá se manteve, impávido e sereno, no seu posto! E ainda bem e a bem daquela Terra e desses Tugas que, malogradamente, a povoam!

Aproveitando o ensejo, daqui lhe rendo as minhas homenagens, a si caríssimo con-blogger Leocardo (mesmo não o conhecendo pessoalmente!), não só porque continua inabalável na sua "missão" de tentar “iluminar” muitas das cabecinhas estabelecidas em Macau (cuja idade mental mais parece contemporânea da “idade das trevas”!), mas sobretudo, por ser (ou ter conseguido ser, até aqui!), tal como já ouvi chamá-lo, o “segredo mais bem guardado de Macau”, porquanto esse jogo de cintura não é para quem quer, é para quem pode!

Olhe, eu, permita-se-me o desabafo, não soube aguentar!...

Bem haja, Leocardo, já que, se estar em Macau fosse um concurso, VOCÊ já era vencedor!!! ;)


Sic Transit Gloria Mundi!

Ou seja, e para parafrasear o vetusto brocardo latino, assim caminha a glória do pequeno mundinho dos Portugueses em Macau! Alegre, intransigente e futilmente, é ver os Tugas digladiarem-se, em busca do segredo alheio!...

Deo Gratia!

3 comentários:

Anónimo disse...

nao há maior verdade do que aquela que escreves. nao vi o dito programa, porque em macau nao passa. mas ainda esta semana, e sem qualquer relaçao com o programa, dava por mim a pensar que cada um dos que vive em Macau esconde qualquer coisa... esconde sempre! talvez um dia um destes alguem pegue nesta sociedade e a estude... talvez...

Anónimo disse...

A radiografia foi muito bem tirada! Eu nao diria melhor

Me Hate disse...

Olá... as coisas em Macau andam assim??? Oh diabo!!!!!!